10 06 peq noticia doutsanduiche

Clique AQUI e confira o resultado da primeira seleção, para início entre Setembro e Outubro de 2019. 

Clique AQUI e confira o resultado preliminar da segunda seleção, para início entre Novembro de 2019 e Março de 2020.

Clique AQUI e confira o resultado final da segunda seleção, para início entre Novembro de 2019 e Março de 2020.

O Programa de Engenharia Química está selecionando de doutorandos que pretendem realizar parte de seus estudos no exterior (Doutorado Sanduíche no Exterior) ainda no ano de 2019. A seleção seguirá as "Diretrizes para solicitação das Missões – CAPES PrInt" (PR-2/UFRJ), o Edital Capes Nº 41/2017 e a Portaria Capes Nº 289/2018.

Podem se candidatar doutorandos com matrícula ativa no Programa de Engenharia Química e que já apresentaram seu exame de qualificação ou aqueles com o mesmo agendado para data anterior à viagem. Ressaltamos que os bolsistas do Doutorado Sanduíche deverão retornar ao Brasil com antecedência mínima de seis meses, contada da data prevista para defesa da tese.

As candidaturas devem ser encaminhadas à coordenação (frederico@peq.coppe.ufrj.br, com cópia para lucianasantos@peq.coppe.ufrj.br) impreterivelmente até dia 12/06, para aqueles que desejam iniciar o estágio entre Setembro e Outubro de 2019. O resultado preliminar da seleção será divulgado no dia 13/06, quando se inicia o prazo para a interposição de recursos. O resultado final será divulgado no dia 14/06.

Os prazos para aqueles que pretendem iniciar o estágio entre Novembro/2019 e Março/2020 vai até o dia 28/06, com divulgação do resultado preliminar em 09/07, quando se inicia o prazo para a interposição de recursos, e resultado final em 10/07/19.

A seleção será baseada no histórico escolar dos candidatos, nos currículos e na adequação dos planos de trabalho aos projetos de cooperação já aprovados ("projetinhos") e a comissão de avaliação será constituída de acordo com o projeto ao qual a candidatura será vinculada.

Segue a lista com os documentos necessários para inscrição no processo de seleção:

1. Carta de aceite da instituição de destino, devidamente datada e assinada, em papel timbrado, informando a data exata de início e término da permanência;
2. Histórico Escolar;
3. Currículo Lattes atualizado;
4. Cópia do passaporte e do visto permanente no Brasil (se discente estrangeiro);
5. Ata de defesa de exame de qualificação em que conste a aprovação ou comprovante de ter cursado, pelo menos, o primeiro ano do doutorado;
6. Certificado de proficiência linguística mínima, conforme tabela e requisitos descritos no item 5.3.6.1.6 do EDITAL No 41/2018 - PROGRAMA INSTITUCIONAL DE DOUTORADO SANDUÍCHE NO EXTERIOR;
7. Carta do orientador brasileiro apresentando a candidatura e demonstrando interação com o pesquisador responsável na instituição de destino;
8. Currículo do orientador ou pesquisador responsável na instituição de destino;
9. Plano de trabalho a ser desenvolvido durante a permanência no exterior, contendo os seguintes itens:

  • Título
  • Introdução e justificativa, apresentando a atualidade e relevância do tema da pesquisa e aderência ao Projeto Institucional de Internacionalização da UFRJ e, se for o caso, também ao projeto em cooperação internacional;
  • Definição e delimitação clara do objeto de estudo;
  • Objetivos e Metas;
  • Metodologia a ser empregada;
  • Cronograma de atividades;
  • Contribuição do plano de estudos para a promoção do ensino, formação e aprendizagem, quando for o caso, bem como para a ampliação da cooperação e intercâmbios internacionais da UFRJ, destacando o potencial para o aumento da rede de pesquisa e educação, com novas técnicas e parcerias, além de ampla divulgação dos resultados, quando for o caso;
  • Relevância da pesquisa proposta para o desenvolvimento científico e tecnológico da área no Brasil no médio e longo prazos;
  • Relevância da pesquisa proposta para o desenvolvimento econômico e de bem-estar social do Brasil no médio e longo prazos, quando for o caso;
  • Informação se o plano de estudos prevê/atende às normas éticas nacionais e internacionais, quando relevante;
  • Justificativa para a escolha da IES de destino e do coorientador no exterior, indicando a sua adequação ao Projeto Institucional de Internacionalização da UFRJ e, se for o caso, também ao do projeto em cooperação internacional;
  • Referências bibliográficas;
  • Resultados esperados;

10. Proposta de atividades a serem realizadas no retorno, de forma a permitir que a instituição se aproprie do conhecimento adquirido pelo beneficiário no exterior.

Apoio / Parceiros

coppe55peqfaperjcnpqfinep-nova capes